Nada comum dia após o outro

No segundo livro, “Nada comum dia após o outro”, buscava me afastar da falação (meu primeiro livro contava, em geral, com poemas grandes) e me abrir mais ao jogo prazeroso com as palavras. E assim nasceu como livro de bolso, com micro-poemas ilustrados por queridos amigos. Mesmo com versos curtos, os temas presentes no livro anterior ainda seguem neste: amor, morte e luta. O livro se divide em duas partes, em dois ciclos do diadia: “noites em claro”, lugar dos desejos e sonhos, e “dias em branco”, momento do autômato, que ora curva-se, ora resiste e luta. Este livro está esgotado, mas você pode adquiri-lo como ebook. Aqui, algumas poesias de “Nada comum dia após o outro”: Outros carnavais, Que o mar lave, Vulto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *