Novo poema de Angye Gaona


Novo poema de Angye Gaona “à memória dos assassinados sem devido processo”, enviado ontem pra mim… para lê-lo é bom ter em mente que a tortura é prática comum na Colômbia, onde há mais de 50 mil desaparecidos/assassinados… A campanha por sua liberdade segue: angyegaonalivre.wordpress.com

“À memória dos assassinados sem devido processo”

profunda estrela,
alta
ruge na ampla dor
finita
da noite universal humanidade.

estrela em sangue negro flutuando no ardor.
oh esperança.
Como raízes no sudário,
estrela irmã
jorrando
beijando paciente
os cumes e as covas.
Alude a deslizamentos avalanches em todo o país;
enquantos as jóias sobrevivem incansáveis,
inalcançáveis.

estrela esta
conhecendo o alto:
coros transparentes debaixo das almofadas de musgo para sua acolhida.
água de estrela nas copas anfitriã
da fértil morte.

estrela de choque e geléia,
de pólen qualitativo abundante derramado na ampla dor
e a esperança peneirada sobre o manto.
estrela de guia passo invocação
de vitória contida;
no dorso do nada fulgurando
encandescendo encharcada.

Uma resposta para “Novo poema de Angye Gaona”

Leave a Reply